a Bombinhas em Foco ( 20/10/2017 ) a

Praia limpa: apenas um ponto está impróprio para banho na Praia Central de Balneário Camboriú

A Praia Central de Balneário Camboriú está cada vez mais limpa, fruto das obras de canalização das águas pluviais que impedem que mais de 40 pontos que antes desaguavam no mar continuem jogando sujeira a cada chuva mais forte. "Construímos um canal de ponta a ponta da praia que leva essas águas para o Rio Camboriú e para o Canal do Marambaia", lembra o prefeito Edson Piriquito.

No relatório semanal de balneabilidade divulgado semanalmente, a Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina informou que dos 14 pontos analisados em Balneário Camboriú, apenas dois não apresentam condições ideais para banho. Estão localizados no Pontal Norte e na lagoa de Taquaras.

Conforme o oceanógrafo Carlos Cassini, analista ambiental da FATMA, Balneário Camboriú tem apresentado resultados positivos durante o verão 2012/2013. Segundo ele, na praia central, apenas o ponto de coleta no pontal norte tem apresentado problemas, certamente sob influência do rio Marambaia, que ainda recebe esgotos clandestinos.

“Ainda, na lagoa de Taquaras, a carga de coliformes é alta e, apesar da água quentinha do local, o banho nas águas da lagoa é altamente desaconselhado”, alerta ele.

NO ESTADO - O levantamento divulgado nesta sexta-feira (25) conclui que impropriedade ao banho ao longo do litoral atinge 25,64% dos pontos monitorados no Estado e 27,69% dos localizados em Florianópolis. O estudo apurou que 50 pontos estão impróprios no Estado dos 195 monitorados, enquanto 18 pontos estão impróprios em Florianópolis, dos 65 monitorados.

De acordo com o gerente de Pesquisa e Análise da Qualidade Ambiental da FATMA, Haroldo Tavares Elias, o relatório traz a atualização dos pontos dos municípios de Araranguá, Balneário Gaivota, Balneário do Arroio do Silva, Balneário Rincão, Passo de Torres, Florianópolis Ilha Norte, Sul e Continente, Palhoça, São José, Penha, Piçarras, Balneário da Barra do Sul, São Francisco do Sul, Itajaí, Itapema, Navegantes, Garopaba,, Imbituba, Bombinhas, Porto Belo, Jaguaruna, Laguna, Biguaçu, Governador Celso Ramos e Balneário Camboriú.

O oceanógrafo Carlos Cassini explica que no município de Barra Velha, a FATMA aconselha aos banhistas a evitarem as águas da lagoa e a região próxima à rua Antônio R. Da G. Moura, onde existe um riacho canalizado que chega até a praia. “Nestes dois locais os valores de coliformes tem sido muito altos”, diz ele. Já no município de Bombinhas, os pontos monitorados no canto direito da praia de Bombas e no canto direito da praia de Bombinhas, ambos sob a influência de riachos, têm apresentado constantemente valores altos de coliformes fecais.

Conforme o analista do órgão ambiental, vários pontos em Florianópolis, como em todo o litoral Catarinense sofrem influência direta de córregos que chegam até o mar, os quais apresentaram valores altos de coliformes fecais e o banho é desaconselhado. São eles: Riacho da praia Brava, Riozinho no Campeche e a região em frente à rua Acari Margarida, em Canasvieiras, além de Ingleses no ponto frente ao Rio Capivari.




Fonte: noticiaja.com

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site