a Bombinhas em Foco ( 23/09/2017 ) a

Paulinha e vereadores tentam encontrar solução para a falta de água em Bombinhas

Uma reunião ocorrida na manhã desta sexta-feira (4) entre os prefeitos de Porto Belo e Bombinhas, que contou com a presença da direção estadual da Casan, representantes da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento e da empresa Conasa, pode representar a normalização do abastecimento de água no município de Bombinhas.

O fornecimento de água em Bombinhas está prejudicado em razão do baixo volume disponibilizado pela Prefeitura de Porto Belo para a Casan, autarquia responsável pelo abastecimento do município de Bombinhas. Para exigir o cumprimento do contrato com Porto Belo a Casan conseguiu liminar na justiça. No entanto, a estiagem e outros problemas relacionados a proprietários de arrozais à beira do Rio Perequê, que desviaram o curso do rio, forçou o prefeito de Porto Belo, Evaldo Guerreiro a apelar para a ação policial, afim de conter os abusos.

A prefeita Paulinha, acompanhada dos secretários de administração Paulinho Dalago, Planejamento, Rubens Spernau, presidente da Câmara, vereadora Maria Júlia, Ernani, Aladi, Allan, Lourdes Matias e Miriam Vectorero, declarou que tem muita consideração pelas autoridades de Porto Belo, mas pediu união e uma ação conjunta, com o apoio dos deputados Rogério Peninha Mendonça e Dado Cherem, para que se encontre uma saída emergencial para resolver a situação.

“Estamos enfrentando um problema muito grave. A falta de água representa um prejuízo incalculável para nosso município, que tem o turismo como sua principal fonte econômica. O turista está indo embora e as pousadas ficam vazias. Temos que nos preocupar, pois vamos sentir o reflexo disso durante duas ou três temporadas, o que não é justo. Precisamos encontrar uma saída imediata”, afirmou Paulinha.

A reunião foi concluída com a decisão conjunta de que a Agencia Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS) passe a controlar o volume de água captado e distribuído entre os dois municípios, afim de que seja de forma igualitária, de acordo com a decisão judicial.




Fonte: noticiaja.com

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site