a Bombinhas em Foco ( 20/10/2017 ) a

Modelo europeu inspira o turismo

Inspirado em modelos de sucesso europeus, a Epagri em parceria com o Ministério da Pesca e Aquicultura, com o Centro Latino Americano para o Desenvolvimento (Rimisp), a UFSC e outras instituições públicas e privadas,vem realizando há alguns anos, trabalho de Desenvolvimento Territorial Sustentável nas regiões do Litoral Norte, Sul e nas Encostas da Serra de Santa Catarina. A ação resultou no "Encontro Intercontinental de Desenvolvimento Territorial Sustentável com Identidade Cultural (DTS-IC): atores e processos inovadores para ampliar e fortalecer as experiências locais", que aconteceu no Marambaia Cassino Hotel e Convenções, em Balneário Camboriú.

Participaram do encontro mais de 200 pessoas, representantes da América Latina, Europa, Ásia, Estados Unidos, Oceania e Canadá e também de vários estados brasileiros. Representando Bombinhas participaram integralmente do evento a Diretora de Cultura Patrícia Vilma Pinheiro da Silva, que participa do projeto desde 2009 pela Fundação Municipal de Cultura, junto a artesã Nivalda Odete da Silva e ao extensionista da Epagri Ricardo da Silva. Na abertura, o Prefeito Manoel Marcílio dos Santos e a Presidente da Fundação Municipal de Cultura Maria Cristina Mello também se fizeram presentes.

Foi realizado o projeto "roteiros de estudo", no qual uma equipe de 40 pessoas visitou Bombinhas e foi recebida no trapiche dos pescadores do Bairro Canto Grande pelo Maricultor Pedro, que explicou como funciona a maricultura na região e também contou a história da Casa de beneficiamento de moluscos, posteriormente visitaram a mesma, que atualmente é administrada pela empresa Oceânica. Para finalizar a tarde em Bombinhas, o grupo visitou as futuras instalações da Casa de Cultura Cipriana Paulina da Silva, e foi recepcionado pela Presidente da Fundação de Cultura, Maria Cristina Mello que explicou como vai funcionar o espaço.

O objetivo do projeto é promover o desenvolvimento territorial sustentável com base nas identidades e riquezas naturais, sócio-econômicas e culturais dos territórios da zona costeira de SC. Uma das principais atividades incluídas nos planos de ação de DTS-IC foi a construção do Mapa de Identidades Territoriais, processo feito por meio de oficinas e que visou identificar e caracterizar os principais elementos de identidade para promover produtos e serviços com identidade cultural no território.

Os Mapas de Identidade Cultural, com construção participativa, correspondem a um novo tipo de instrumento para conhecer e levantar o patrimônio material e imaterial dos territórios e servem como elementos estratégicos para o Planejamento do Desenvolvimento Territorial Sustentável e sua gestão comunitária. Eles também contribuem significativamente para a construção de Marcas Territoriais, na construção de uma proposta de trabalho integrado em prol do desenvolvimento local e/ou regional.

Conforme a Diretora de Cultura, "dentre as várias alternativas que Bombinhas possui de Desenvolvimento Territorial Sustentável, temos as mulheres que utilizam o espaço da Fundação de Cultura para desenvolver artesanato local. Nossa proposta é capacitá-las e identificar seus produtos com uma marca territorial, para que facilite as possibilidades de comercialização. Temos muitos produtos em potencial como por exemplo a Consertada, bebida típica derivada do café e também outros produtos extraídos da farinha de mandioca" conclui.




Fonte: JORNAL O ATLÂNTICO (Itapema - SC)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site