a Bombinhas em Foco ( 20/10/2017 ) a

Assassino de Bombinhas é guentado em Passo Fundo

Depois de quase três anos de caçada, acabaram ontem as buscas a Emerson Cardoso de Oliveira. O cara é acusado de matar o próprio sobrinho, em abril de 2008, em Bombinhas. Emerson foi guentado na sua atual moradia, em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.
A equipe de investigação da polícia Civil de Bombinhas soube que Emerson tava na cidade gaúcha e tratou de caguetar o lance pros tiras de lá. Os policiais bateram na moradia do cara cedinho e deram o teje preso.
A delegada Mareci Angonese conta que o acusado foge da polícia desde abril de 2008, quando Esaú Emanuel Torres, que na época tinha 25 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça.
O autor do assassinato seria Emerson, que tá pedido pela dona justa desde então. “Ele consegue fugir há quase três anos”, conta a dotora Mareci. A delegada afirma que Emerson já morou em 10 cidades diferentes do Rio Grande do Sul, Brasília, Mato Grosso e Minas Gerais. Todas as vezes que os policiais chegavam pra dar o atraque, ele simandava.
A delegada quer trazer o malencarado divolta pra Bombinhas até semana que vem. “Pretendemos recambiá-lo o mais rápido possível pra pegar o depoimento”, afirma. Ela não soube dizer no que Emerson tem trampado, como vive, ou se é acusado de outros crimes.
A treta rolou na noite de 10 de abril de 2008. A polícia foi chamada pra atender um incêndio numa casa da rua Salema, no centro de Bombinhas. O garçom Esaú foi encontrado morto, carbonizado e deitado na cama. O corpo foi encaminhado pra perícia do instituto Médico Legal (IML), que constatou que o coitado tomou o tirombaço fatal antes de ser queimado pelo fogaréu que detonou a baiuca.
Os tiras começaram a investigar e descobriram que o tio da vítima, Emerson, desapareceu logo depois da tragédia. Eles levantaram que o cara tinha umas contas pra acertar com o pai de Esaú, seu cunhado, que não teve o nome revelado. Pra polícia, Emerson teria matado Esaú achando que era o seu cunhado. Depois, tacou fogo na casa pra acabar com as pistas e simandou.
Após o plano cruel e o crime hediondo, Emerson não teria conseguido silivrar da bronca e é caçado pela dona justa desde então. O motivo da briga entre os cunhados não foi divulgado.



Fonte: DIÁRIO DO LITORAL (Litoral Catarinense)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site