a Bombinhas em Foco ( 18/11/2018 ) a

Estuprador de Porto Belo estava solto por não ter vaga em presídio

José Mariano dos Santos preso por estupro no último dia 15 deste mês foi preso, pela segunda vez, na manhã de ontem na localidade de Zimbros. O criminoso estava solto devido a falta de vaga específica no presídio de Tijucas, para onde o mesmo havia sido encaminhado.

O delegado Hélcio da Delegacia de Polícia Civil de Porto Belo, informa que o estuprador foi encaminhado para o presídio de Tijucas, com autorização do Departamento de Administração Prisional - DEAP, porém dias depois moradores de Porto Belo realizaram denúncias por telefone que haviam avistado o estuprador na cidade.

O delegado investigou então porque o criminoso estava solto, sendo que tinha sido encaminhado ao presídio. Segundo o delegado, o presídio de Tijucas alegou que não possuía ala especial para estuprador e assim o condenado foi liberado, saindo caminhando do presídio.

Na manhã de ontem, através de denúncias, o investigador Viriato e o comissário Mário Lima, comandados pelo delegado Hélcio efetuaram novamente a prisão do estuprador na localidade de Zimbros, onde o mesmo se encontrava deitado na varanda de uma residência.

Agora, José Mariano dos Santos está detido na Delegacia de Polícia Civil de Porto Belo onde aguarda novamente autorização do DEAP para ser encaminhado ao presídio.

O Crime

Um estupro marcou o início da segunda-feira, 15 de junho, em Porto Belo. O crime aconteceu por volta das 4h quando mãe e filha retornavam para casa, após um baile no bairro Perequê, em Porto Belo. Segundo as vítimas, mãe e filha estavam andando pela Rua José Alexandre Rocha, voltando para casa depois de um baile quando o estuprador abordou as mesmas e bateu na mãe de 45 anos com um pedaço de madeira. Esta ficou desmaiada e com o rosto desfigurado enquanto que o estuprador abusou sexualmente da filha de 21 anos por diversas vezes.

As vítimas denunciaram o estuprador na Delegacia de Polícia Civil de Porto Belo, onde através de investigações encontraram o criminoso, José Mariano dos Santos, trabalhando como servente de pedreiro em uma obra no bairro Perequê. José Mariano dos Santos confessou o crime.




Fonte: JORNAL O ATLÂNTICO (Itapema - SC)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site