a Bombinhas em Foco ( 16/11/2018 ) a

Troca-troca

Em 90 dias o prefeito Maneca do Quiosque (PP), de Bombinhas, substituiu o terceiro na secretaria da saúde. A novidade, desta vez, trata-se de uma professora de sociologia que foi fiscal da vigilância sanitária no primeiro governo dele, sem formação técnica na área da medicina, odontologia ou enfermagem.

O que chama a atenção nessa moça chamada Maria Alice Pavan, é que foi fiscal da vigilância sanitária no primeiro governo do Kanô. Ela liderava um movimento ecologista que infernizava a vida do prefeito. Quando o Júlio Margarina (PSDB) ganhou, ele e o vereador Adalto Saturnino (PSDB), deram um cala boca pra ela e o filho, através de uma vaga na escola estadual de Bombas, onde mãe e filho passaram a dar aula de turismo e hospedagem.

Moral da história: ela era presidente da Associação de Moradores de Bombas, escondeu a sua carteirinha de ecochata e ficou durante os quatro anos sem fazer nenhuma denúncia contra os crimes ambientais do Júlio caixa d’água, ops, Margarina. As bocas-frouxas alardeiam que ela sabia que o atual prefeito, que é seu amigo, tinha praticado uma ilegalidade, ampliando seu restaurante em área de preservação permanente, além do agravante de ter tomado posse de um caminho pra praia que passava ao lado do referido Quiosque do Maneca.

Essa bronca do Maneca foi explorada num debate arranca-rabo na rádio Mariscal FM, onde ele defendeu-se, dizendo que tava pagando as taxas da Marinha (que é uma obrigação) e que a prefa tinha autorizado (leia-se Júlio Margarina). Será que é por isso que Maneca protege os furos deixados pelo ex-prefeito?



Fonte: DIÁRIO DO LITORAL (Litoral Catarinense)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site