a Bombinhas em Foco ( 16/11/2018 ) a

Esforço para manter o fluxo de turistas

O governo de Santa Catarina está preocupado em passar para os turistas a imagem de que depois das enchentes que destruíram algumas cidades semanas atrás, o estado está preparado para a temporada de verão.

Ontem, o vice-governador, Leonel Pavan, o secretário de estado de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Knaesel, o presidente da Santur, Valdir Walendowksy, juntamente com o presidente do conselho de administração da operadora de turismo CVC, Guilherme Paulus, reuniram a imprensa em São Paulo para dizer que Santa Catarina está pronta para atender a demanda nacional e internacional de turistas no próximo verão. "Nosso estado continua em pé e com toda a força", disse

Considerando-se um otimista, o vice-governador acredita que a solidariedade que o brasileiro já demonstrou por Santa Catarina, enviando donativos ao estado, vai se estender durante o verão e se concretizar em viagens de turismo às praias catarinenses. "Nosso desafio é mostrar que somos profissionais e que temos capacidade de recuperação", disse Pavan.

A indústria do turismo tem peso importante na economia do estado e, por isso, o governo aposta no setor para se recuperar. Esse segmento responde por cerca de 7% do produto interno bruto de Santa Catarina, cuja expectativa é atingir US$ 65 bilhões este ano.

Dados da Secretaria de Turismo do Estado dão conta de que o turista nacional gastou em média US$ 30,19 por dia em viagens ao estado no ano passado e o estrangeiro, US$ 35,47.

No período de dezembro de 2007 a março deste ano, o estado, recebeu 4 milhões de turistas (mais de 88% deles de origem nacional). Na temporada deste ano, que começa oficialmente no próximo dia 19, espera um incremento entre 8% e 10% no fluxo de turistas.

Para tranqüilizar o turista, o governo do estado está finalizando a criação de um hotsite com informações sobre as condições de segurança de Santa Catarina.

De acordo com Knaesel, as rotas mais procuradas por turistas brasileiros e estrangeiros no verão - Grande Florianópolis (formada pela capital Florianópolis e mais 12 municípios), a Rota do Sol (Balneário Camboriú, Bombinhas e Porto Belo) e Encantos do Sul Catarinense (onde estão Laguna, Garopaba e Imbituba) - não foram atingidos pela enchente ou estão recuperados. "A região do Vale Europeu, a mais atingida pela enchente, é importante para o turismo do estado, mas não tem tanto peso na temporada de verão", afirmou Knaesel.

As estradas - por onde chegam mais e 90% dos turistas que visitam Santa Catarina - estão, de acordo com o secretário, todas desobstruídas e estarão totalmente recuperadas antes do início da temporada de verão.

A secretaria calcula um incremento de 50% no número de vôos charters este ano, chegando a 740 entre 1 e 31 de janeiro. "Não houve nenhum cancelamento", disse Knaesel.

A CVC, uma das maiores operadoras de turismo do País, está ofertando 20 mil vagas em seus pacotes de verão aéreos e terrestres para o estado. O número é 20% superior ao oferecido em 2007.

Em 2009, Santa Catarina será sede de reunião do Fórum Mundial de Turismo. Executivos do World Travel and Tourism Council e equipe do estado se reuniram para acertar detalhes do evento.



Fonte: GAZETA MERCANTIL (São Paulo - SP)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site