a Bombinhas em Foco ( 18/11/2018 ) a

BR-470 faz a morte de número 100 este ano

Depois de um dia inteiro de festa em Bombinhas, onde tinham ido numa primeira comunhão, integrantes da Família Nuss que moram em Indaial começaram a retornar para casa. Allan Kris Nuss foi o primeiro a chegar de moto com a filha. Em seguida, apareceu de carro o pai, Orlando Nuss, e a esposa do filho, Cleusa Antunes. Akon Walter Nuss e Carine Marcon deveriam chegar na seqüência. Mas não chegaram. Um acidente na BR-470, em Ilhota, interferiu no trajeto. Akon foi a 100ª pessoa a morrer este ano na rodovia.

O acidente, por volta das 17h30min, interrompeu o destino do jovem de 23 anos, natural de Presidente Getúlio. A moto que ele conduzia envolveu-se em um acidente com outros três veículos, no Km 16,5. Casado há três anos, havia se mudado há poucos meses de Bombinhas para Indaial. Na cidade vizinha a Blumenau, tinha acabado de construir a casa própria. Trabalhava como marmorista, mas tinha objetivos maiores: além de terminar os estudos no Ensino Médio, também queria ter a própria marmoraria em sociedade com o irmão.

Ontem, além de visitar a mãe, que mora no Litoral, festejar a comunhão do irmão mais novo, Akon aproveitou também para visitar outros parentes. A cunhada Cleusa Antunes lembra que estavam todos muito felizes e ele, especialmente, empolgado com o encontro da família.

– Passamos a tarde inteira juntos. Antes de voltar, ainda lembro que dei um abraço nele e disse: até daqui a pouco – recorda Cleusa.

Uma das preocupações de Akon era não sair muito tarde de Bombinhas, para não pegar a estrada de noite. Ele queria chegar cedo em casa para descansar, já que, no dia seguinte, levantaria às 6h30min para trabalhar. Apesar disso, o movimento da estrada não colaborou.

– A estrada estava horrível, muito movimentada. É mais uma lástima nessa BR, só pode ser a BR da morte – lamenta a cunhada.

Quando a família recebeu o telefonema do Instituto Médico Legal, avisando do acidente e da morte de Akon, o pai, o irmão e a cunhada estavam reunidos na sala, esperando a chegada dele.

De acordo com o IML, Akon sofreu politraumatismo. Até o final da noite de ontem, eles ainda não tinham informações sobre a situação da esposa de Akon, Carine, 21 anos, que teria sido encaminhada ao Hospital Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí. No hospital, eles confirmam a entrada de uma jovem vítima de trânsito, mas ainda não tinham a identificação dela. (Colaborou Andréa Artigas)


Fonte: JORNAL DE SANTA CATARINA (Blumenau – SC)

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site