a Bombinhas em Foco ( 18/11/2018 ) a

Grave o estado do bebê que caiu de prédio

Um inquérito policial foi aberto em Bombinhas, no Litoral Centro-Norte do Estado, para investigar a causa da queda de um bebê de um ano e três meses do segundo andar de uma pousada, que pertence à família da criança. O provável acidente ocorreu por volta das 16h de domingo, na Praia da Conceição.

O menino sofreu politraumatismo e está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis. O menino teve fratura de crânio, e ontem à tarde encontrava-se em estado grave.

A polícia calcula que a criança caiu de uma altura de aproximadamente cinco metros. Às 11h de hoje deve ser divulgado novo boletim médico. De acordo com Mareci Angonese, responsável pela Delegacia de Polícia de Bombinhas, os pais da criança não registraram Boletim de Ocorrência (BO). A policial ficou sabendo do caso ontem pela manhã, pela imprensa, e registrou um BO de acordo com as informações repassadas pelo hospital e bombeiros.

Ontem à tarde, a polícia fez um levantamento no apartamento da pousada de onde o bebê teria caído, e Mareci solicitou que um perito do Instituto Geral de Perícias (IGP) de Florianópolis fosse ao Hospital Infantil para fazer exame de corpo de delito no bebê.

- Através da perícia vamos averiguar que tipo de lesões a criança teve. Tentei falar com a família, mas ninguém quis conversar por telefone. Os pais se prontificaram a conversar comigo amanhã (hoje) - disse Mereci.

Pais da vítima moram em Jaraguá do Sul

De acordo com a policial, os pais da criança moram em Jaraguá do Sul, no Norte, e estavam passando o final de semana em Bombinhas.

De acordo com informações dos bombeiros, a mãe contou que o bebê estava brincando na varanda, que tem um cercado de proteção de madeira, mas que passou por um dos vãos e caiu no jardim da pousada. Ela teria dito que o menino estava acostumado a brincar na pousada. Os bombeiros não socorreram a criança no local, pois não receberam chamado. Os pais colocaram o menino em um carro e o levaram até o Batalhão da Polícia Militar (PM), cerca de 10 quilômetros de distância da Praia da Conceição. Foi a polícia quem chamou os bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para prestar socorro à criança. Inicialmente, o bebê foi levado para o Hospital de Tijucas, de onde foi acionado o helicóptero Águia da PM para transferi-lo ao Hospital Infantil Joana de Gusmão.

O DC procurou a pousada onde houve a queda. Ontem à tarde, duas mulheres estavam no estabelecimento, mas não quiseram falar com a reportagem. Uma delas disse que os proprietários estavam viajando e que ninguém estava autorizado a falar. Em Florianópolis, a família também preferiu o silêncio. Muito abalada, a jovem mãe disse que esperaria o desenrolar do quadro para se manifestar.

O pai foi encaminhado ao Serviço Social do Hospital Infantil Joana de Gusmão. Um parente de Jaraguá do Sul acompanhava o casal no hospital, mas também não falou com a imprensa. O boletim assinado pela médica Ana Camila Flores Farah, que ontem pela manhã cuidava da UTI, é um dos poucos registros oficiais do caso. A médica descreveu o caso como grave.



Fonte:

 

 

 

 

 

 

banner

Copyright © 2007 Todos os Direitos Reservados - Fazendo Site